PRF realiza escolta no repatriamento de brasileiros vindos da Bolívia

Após permanecerem no país vizinho em razão das medidas de preventivas da COVID-19, 250 brasileiros se deslocaram de ônibus do MS até SP

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza, nesta sexta (03), a escolta de cerca de 250 brasileiros que estavam na Bolívia e retornaram ao Brasil. A ação da PRF no repatriamento ocorreu no Mato Grosso do Sul. Após permanecerem no país vizinho em razão das medidas de prevenção da disseminação da COVID-19, os brasileiros se deslocaram de ônibus com o apoio da PRF até São Paulo.

16 policiais rodoviários federais se dividiram em três grupos de escolta aos seis ônibus nos quais se deslocam os brasileiros. O repatriamento é um trabalho em conjunto e conta também com a Polícia Federal, órgãos de segurança pública do Estado, Vigilância Sanitária e profissionais de saúde.

Vindos de Porto Quijarro, na Bolívia, as 250 pessoas passaram por um posto de atendimento montado pelo Exército Brasileiro, onde uma triagem com atendimento médico foi realizada. A PRF também organizou uma estrutura na Delegacia PRF em Corumbá para auxiliar a passagem dos veículos e pessoas, mantendo a segurança no local.

No planejamento, os ônibus seguem pela BR-262 até Campo Grande (MS). Seguindo a viagem pela da BR-163 até a BR-267, sentido Bataguassu (MS). Haverá uma parada em Nova Andradina (MS), em um ponto de apoio previamente mobilizado, e depois o comboio cruzará a fronteira com São Paulo. Durante o percurso, os profissionais envolvidos montaram um esquema de atenção aos repatriados, adotando as medidas necessárias a prevenção e a não disseminação da COVID-19.

A expectativa é que outro grupo de brasileiros seja repatriado neste sábado (04). A PRF seguirá a postos para auxílio e escolta dos brasileiros que necessitam retornar em segurança aos seus lares em tempos de pandemia.